Sistemas de transmissão

Sistemas de Trasnmision

Sistemas de Transmisión

  • Linhas de transmissão
  • Subestações elétricas
  • Sistema de comunicação por fibra ótica

 

SDV energía e infraestructura, S.L. construiu linhas de transmissão ou subestações elétricas em doze  países latino-americanos, em varias tensões que chegam a 800 kv. Contamos com as certificações de qualidade e segurança em conformidade com os requisitos da Norma ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OSHAS 18001, que cobrem as atividades de engenharia, suprimentos, manutenção e construção (EPC) para projetos de obras civis e eletromecânicas.

As responsabilidades da SDV energía e infraestructura, S.L. na construção de sistemas de transmissão vão desde os projetos por computador até a entrega em mãos dos projetos chave, de acordo com um programa ajustado. Nossa experiência específica cobre o projeto e fabricação de estruturas, compra de materiais e equipamentos, obras civis e estruturais, seleção, testes e colocação das instalações em funcionamento. Os trabalhos são sempre realizados com aplicação de critérios rigorosos de eficiência e economia que cobrem todas as etapas do projeto, sendo especialmente notáveis nas linhas e subestações de alta tensão onde temos participado nos últimos anos, em mais de 70 projetos para o Brasil, Colômbia, Equador, El Salvador, Mexico, República Dominicana, Trinidad & Tobago e Venezuela. Para tanto, o Grupo conta com mais de 15 jogos de equipamentos para instalação dos condutores de linhas e um grande parque de máquinas para as demais atividades.

Nosso maior contrato IPC de linhas eléctricas e subestações esta sendo construído em Venezuela para CORPOELEC, com um valor aproximado aos USD 285 milhões, para alimentar de energia a 400 Kv o Estado Bolívar com uma subestación de 400Kv, quatro subestacões GIS e as linhas eléctricas sócias. Além disso, a SDV energía e infraestructura, S.L. conta com milhares de quilômetros instalados de cabo de proteção de fibra ótica do tipo OPGW cujos trabalhos foram executados em países como a Brazil, Colômbia, Mexico, Venezuela e Trinidad, em muitos casos com substituição dos cabos de proteção convencionais, e em sua grande maioria em linhas energizadas.